Pastéis de Belém, Lisboa

Belém, Lisboa Portugal

Belém é um dos locais mais bonitos da cidade de Lisboa. Curiosamente não é tão procurado como o centro de Lisboa (baixa de Lisboa) mas é, na nossa opinião, uma área cheia de locais de enorme interesse. Monumentos, museus, miradouros, jardins, restaurantes, o rio Tejo, um estádio de futebol (“os Belenenses”) e os famosos pasteis de Belém são alguns das muitas atracções turísticas de Belém. Belém é diferente do resto da cidade de Lisboa. É uma lufada de ar fresco quando comparado com enorme fluxo de pessoas e trânsito do centro da capital de Portugal.

Belém é também um lugar cheio de recordações históricas. Começamos por explorar o nome de Belém. Como sabem, “Belém” é o nome do lugar onde nasceu o menino Jesus há 2 mil anos. Como é que este nome vem de tão longe até Lisboa? O local hoje chamado de Belém (em Lisboa) chamava-se antigamente “Restelo velho”. Foi no lugar do Restelo velho que o rei dom Manuel mandou construir uma torre (a torre de Belém) mas foi o Infante dom Henrique que mandou construir uma capela junto ao Mar (evocação a Santa Maria de Belém, a senhora do presépio) para acudir ao mareantes que chegavam doentes e eram enterrados como animais em covas nas areias junto do rio Tejo. E foi assim que o antigo Restelo velho deu lugar a Belém.

Belém foi também muitas vezes pensado pelos Reis de Portugal (e por alguns chefes de estados pós monarquia) como uma espécie de “espaço sagrado” e espaço simbólico, tentando representar a unidade entre os portugueses.

Na exposição de 1940 (o mundo português) que aconteceu em Belém (organizada pelo estado novo), foi mandado construir o padrão dos descobrimentos que integra figuras de todas as classes sociais (navegadores, clérigos, camponeses, nobres, colonizadores) é todo um país que se junta na grande aventura dos descobrimentos.

Tarte pastel de nata

Tarte de nata receita

Antiga confeitaria de belém

Pasteis de Belém, preço e horário

A casa dos pasteis de Belém começou a ser feita em 1837 e ainda hoje se vendem milhares de pasteis de Belém. Este caso de sobrevivência desta confeitaria (após quase dois séculos de existência) é uma das coisas mais interessantes de Belém, local Lisboeta que liga o passado ao presente e ao futuro.

Como fazer nata

Como fazer pastel de nata