...

ALFAMA, Lisboa – 12 Lugares Imperdíveis! (2022)

ALFAMA

ALFAMA NÃO CHEIRA A FADO

CHEIRA A POVO, A SOLIDÃO

A SILÊNCIO MAGOADO

SABE A TRISTEZA COM PÃO

ALFAMA NÃO CHEIRA A FADO

MAS NÃO TEM OUTRA CANÇÃO

jOSÉ CARLOS ARY DOS SANTOS

ALFAMA

ALFAMA, LISBOA

Antigo, típico, genuíno, charmoso e carismático! O bairro de Alfama é tudo isto e muito mais!

Lisboa é uma cidade pequena mas integra uma multiplicidade de bairros e realidades socio económicas. A Lisboa das Avenidas Novas é muito diferente da Lisboa de Alfama. Confesso que o meu coração pende mais para os bairros típicos da velha cidade. Alfama é o mais ilustre dos seus representantes!

Em Alfama podemos sentir o coração desta velha cidade a bater a ritmos diferentes. Lá, ainda encontramos o morador típico de Lisboa. O taxista de camisa aberta com o fio de ouro enrolado nos pelos do peito. A dona Maria a estender a roupa trocando queixumes com a vizinha do lado. Miúdos na rua a jogar à bola (o gordo na baliza e só joga porque é dono da bola!). Há coisas que em Alfama mudaram pouco com a passagem do tempo.

Mas também por lá encontramos uma massa de turistas deambulando pelas suas ruas e vielas. Em Alfama há espaço para todos e para si também. Venha connosco!    

   

ONDE FICA E COMO IR PARA ALFAMA?

O bairro de Alfama fica bem no coração da cidade de Lisboa, junto ao castelo de São Jorge. Para lá chegar existem muitas alternativas. Nenhuma delas contempla o seu carro! As ruas estreitas e íngremes do bairro são compatíveis com passeios… a pé! Metro, autocarro e elétrico são boas opções para chegar às imediações do bairro de Alfama!

HISTÓRIA de ALFAMA

Entre os anos 711 e 1147 (durante o domínio dos mouros), existiam “duas Alfamas”. A Alfama do alto, mais aristocrática. E a Alfama do mar, onde vivia o povo. Durante os séculos XIII e XIV, a população mais rica de Alfama mudou-se para áreas mais ricas e apetecíveis da cidade de Lisboa. O bairro ficou assim entregue a uma população mais pobre, em grande maioria formada por marinheiros e pescadores.

Apesar de ser formada por casas muito humildes e antigas, as habitações resistiram estoicamente ao grande terremoto de 1755. Mas é claro que as casas mouriscas (árabes) são hoje praticamente inexistentes.

Durante o final dos anos 60 e princípio dos anos 70, Alfama foi negligenciada pelo poder da época. Foi lá que a criminalidade encontrou espaço para prosperar durante esses anos. Durante a época de 80, Alfama era um bairro mal frequentado onde ninguém queria viver. Foi durante a década de 90 que começou um demorado processo de recuperação deste e de outros bairros típicos da cidade de Lisboa.

Apesar de todas as provações, o espírito original do bairro muçulmano ainda por lá anda. Se lá for repare como as ruas estreitas facilitam a comunicação entre vizinhos, como as pessoas conversam em pequenos cafés, tabernas e mercearias de bairro. Alfama resistiu e resiste! Alfama está viva e recomenda-se!

ALFAMA, Fonte das Ratas (1963)
ALFAMA, Fonte das Ratas (1963)

O QUE VER E FAZER EM ALFAMA?

Comece por caminhar sem destino pelas ruas de Alfama. Repare nas suas ruas e ruelas estreitas. Na arquitetura das casas do bairro. Nos pequenos pormenores tão portugueses: a roupa estendida nas cordas, a gaiola do periquito à janela e os moradores conversando à porta de casa. Entre num café ou numa taberna local. Peça um café e beba uma água. Observe as pessoas.

Depois de sentir a atmosfera de Alfama, visite o que mais lhe interessa. Segue-se uma longa lista de atrações para que possa escolher com critério e com facilidade. Esperamos que seja útil!

MIRADOUROS EM ALFAMA

São quatro os miradouros que merecem uma visita atenta em Alfama! São locais perfeitos para um final de tarde relaxante e em boa companhia! Puro prazer neste bairro mítico de Lisboa!

MIRADOURO DAS PORTAS DO SOL (Alfama)

Um local espetacular situado na face sul da colina do Castelo. Deste ponto temos uma fantástica perspetiva sobre o mítico bairro de Alfama. Ao entrarmos no miradouro das Portas do Sol, somos (bem) recebidos pela estátua de São Vicente (uma obra do escultor Raúl Xavier). Quando olhamos para a esquerda, conseguimos ver o Panteão Nacional e a igreja de São Vicente. Se descermos em direção ao nosso rio Tejo, encontramos o Museu do Fado e a igreja de Santo Estevão. Num dia claro podemos ver com nitidez não apenas a margem sul como também a Serra da Arrábida. Um dos mais espetaculares miradouros de Lisboa!

MIRADOURO DAS PORTAS DO SOL, VISTA SOBRE ALFAMA
MIRADOURO DAS PORTAS DO SOL, VISTA SOBRE ALFAMA

MIRADOURO DE SANTA LUZIA (ALFAMA)

A magnífica vista que este miradouro proporciona é apenas uma das atrações do local. No miradouro de Santa Luzia encontrará também belíssimos painéis de azulejos, um plano de água e um jardim muito agradável. Deste ponto da cidade, poderá admirar as cúpulas e as torres das igrejas das imediações (da igreja de Santa Engrácia, de Santo Estevão e de São Miguel). Aproveite a visita e beba um café na esplanada. Lá encontrará painéis alusivos à antiga Praça do Comércio e à conquista do Castelo de São Jorge. Tudo isto tendo como pano de fundo uma vista única sobre o Rio Tejo!

MIRADOURO DE SANTA LUZIA
MIRADOURO DE SANTA LUZIA

MIRADOURO DE SANTO ESTEVÃO (ALFAMA)

É no largo de Santo Estevão que vai encontrar este tesouro quase desconhecido! Lá, encontrará a igreja de Santo Estevão (séc. XII) e junto a este templo pode apreciar uma vista panorâmica para a cidade. É provavelmente o miradouro mais calmo e menos frequentado da área. Mas nem por isso menos espetacular que os restantes. Em dias solarengos, é um local ainda mais bonito!

MIRADOURO DE SANTO ESTEVÃO
MIRADOURO DE SANTO ESTEVÃO

MIRADOURO SENHORA DO MONTE

Fica bastante próximo do Miradouro da Graça. À semelhança do miradouro anteriormente citado, também é um local pouco frequentado. O local tem um formato em forma de palco, facto que proporciona uma vista privilegiada sobre a cidade. À esquerda temos a igreja da Graça e o castelo de Lisboa. Ao fundo, o Tejo impõe-se belo e magnânimo! Um deleite para o olhar!

MIRADOURO SENHORA DO MONTE
MIRADOURO SENHORA DO MONTE

ATIVIDADES IMPERDÍVEIS EM LISBOA

EXCURSÃO TURÍSTICA PRIVADA DE MEIO DIA EM TUK-TUK

Descubra o melhor de Lisboa em apenas meio dia neste tour tuk tuk amigo do ambiente. Durante quatro horas, explore as ruas estreitas da cidade, absorva o encanto único dos diferentes bairros de Lisboa e descubra sítios icónicos como a Torre de Belém.

CLIQUE NA IMAGEM PARA RESERVAR ESTA ATIVIDADE

CLIQUE NA IMAGEM PARA RESERVAR O SEU PASSEIO CONNOSCO! VALORIZE O NOSSO TRABALHO E AJUDE-NOS A AJUDAR OS ANIMAIS. 25% DAS NOSSAS COMISSÕES VÃO PARA UMA INSTITUIÇÃO DE APOIO AOS ANIMAIS

EXCURSÃO DE 3 HORAS EM BICICLETA ELÉTRICA

Passeie pelas zonas e esquinas mais bonitas de Lisboa em confortáveis bicicletas eléctricas e veja os fantásticos pontos de vista de um ângulo privilegiado. Ainda terá tempo para ver o Parlamento e as lojas mais sofisticadas da cidade.

CLIQUE NA IMAGEM PARA RESERVAR ESTA ATIVIDADE

CLIQUE NA IMAGEM PARA RESERVAR O SEU PASSEIO CONNOSCO! VALORIZE O NOSSO TRABALHO E AJUDE-NOS A AJUDAR OS ANIMAIS. 25% DAS NOSSAS COMISSÕES VÃO PARA UMA INSTITUIÇÃO DE APOIO AOS ANIMAIS.

Excursão Lisboa Essencial: História e Estilo de Vida

Um passeio a pé com uma duração de 3 horas. Terá a oportunidade de conhecer os locais mais importantes da cidade de Lisboa. Um passeio por ALFAMA, Chiado, Bairro Alto e miradouro de São Pedro de Alcântara. Uma experiência que inclui um passeio de elétrico! Esgota muito rapidamente!

CLIQUE NA IMAGEM PARA RESERVAR ESTA ATIVIDADE

CLIQUE NA IMAGEM PARA RESERVAR O SEU PASSEIO CONNOSCO! VALORIZE O NOSSO TRABALHO E AJUDE-NOS A AJUDAR OS ANIMAIS. 25% DAS NOSSAS COMISSÕES VÃO PARA UMA INSTITUIÇÃO DE APOIO AOS ANIMAIS.

IGREJAS EM ALFAMA

São muitas e variadas as igrejas nesta zona velha da cidade de Lisboa. Venha connosco!

   IGREJA DE SANTA LUZIA

Visitar a igreja de Santa Luzia é visitar um dos locais mais bonito de Lisboa. Um pequeno templo entre miradouros (Portas do Sol e Santa Luzia), localizado bem no centro da cidade de Lisboa (entre o castelo e Alfama). A igreja de Santa Luzia é uma igreja bastante antiga apesar de não ser o templo original (o qual terá sido contruído durante o tempo de Dom Afonso Henriques, primeiro rei de Portugal – século XII).

O grande terramoto que assolou Lisboa (1755), provocou danos consideráveis na igreja. Foi posteriormente renovada com algumas transformações. Junto à igreja encontramos o jardim Júlio de Castilho. Lá encontramos 2 belos painéis de azulejos alusivos à conquista de Lisboa e um relativo à Praça do Comércio (pré terramoto).   

   IGREJA DE SANTA LUZIA
   IGREJA DE SANTA LUZIA

IGREJA DE SANTO ESTEVÃO

A igreja de Santo Estevão foi erigida em 1733, tomando o lugar dum templo construído pelos romanos durante o século XII. A original orientação da igreja (Norte-Sul), fica a dever-se à forte inclinação do local. Em frente à entrada da igreja, encontramos uma bela praça ampla. O interior da igreja é bonito. Destaque para os azulejos, o retábulo dourado e o altar.   

IGREJA DE SANTO ESTEVÃO
IGREJA DE SANTO ESTEVÃO

IGREJA DE SÃO MIGUEL

A igreja original de São Miguel data do século XII. Mas o templo que podemos hoje ver deve-se a uma construção realizada entre os anos de 1673 e 1720. Apresenta-se com um estilo maneirista e barroco. Tem duas torres sineiras e uma nave embelezada por dezasseis telas e uma talha dourada barroca. É imóvel de interesse público.

IGREJA DE SÃO MIGUEL, LISBOA
IGREJA DE SÃO MIGUEL, LISBOA

IGREJA DE SANTIAGO

Um belo templo de traça gótica! Atualmente não oferece serviços religiosos. Foi construído no século XV. Tem 3 naves, numa delas encontra-se o túmulo daquele que foi o último Mestre da Ordem de Santiago, Dom Jorge. As paredes são forradas a azulejo do século XVII.  Tem uma abóboda de ogivas Manuelina. Hoje em dia é local de exposições. Ostenta a classificação de monumento nacional.  

IGREJA DE SANTIAGO
IGREJA DE SANTIAGO

IGREJA DE SÃO VICENTE DE FORA

Aquele que é um dos monumentos mais emblemáticos da cidade, fica situado numa das 7 colinas de Lisboa. Como diria o professor José Hermano Saraiva, “foi aqui” que Dom Afonso Henriques fundou um mosteiro no ano de 1147. O templo foi dedicado a São Vicente a quem foi pedida ajuda na conquista de Lisboa aos muçulmanos.

Mas a igreja que hoje podemos visitar começou a sua construção em 1582 (e terá sido terminada em 1629). A fachada é de estilo “chão” e a sua arquitetura foi mais tarde replicada em outros monumentos portugueses no século XVII (inclusivamente nas colónias). No interior do mosteiro, destacamos a decoração em estilo barroco e a belíssima talha dourada. Uma nota final para referir que, no interior da igreja, podemos visitar os túmulos dos reis de Portugal desde Dom João IV (1604-1956) a dom Manuel II (1908-1910).

IGREJA DE SÃO VICENTE DE FORA
IGREJA DE SÃO VICENTE DE FORA

OUTRAS ATRAÇÕES EM ALFAMA (ou perto de Alfama)

MUSEU DO FADO

Foi no mês de setembro do ano de 1998 que o museu do Fado abriu as suas portas. É o local que melhor homenageia todos aqueles que dedicaram a sua vida à guitarra portuguesa e ao fado. Mas o museu do fado é também uma autêntica “escola de fado”. Lá aprendemos tudo o que se relacionado com o fado. Podemos encontrar:

  • Um centro de documentação
  • Um auditório
  • Um circuito expositivo (permanente e temporário)
  • A escola do museu

É um admirador da estética e do som da guitarra portuguesa? Então vai gostar de saber que o museu do fado tem em exposição algumas das mais belas guitarras portuguesas de sempre. No final da sua visita ao museu do Fado vai saber:

  • Como o fado se tornou célebre em todo o mundo
  • A ligação do fado com o teatro, a rádio, o cinema e a televisão.
  • A forma como ainda hoje se vive o fado no seu ambiente mais puro, as casas de fado de Alfama.


MUSEU DO FADO
MUSEU DO FADO

CASA DA LIBERDADE MÁRIO CESARINY

A casa da liberdade Mário Cesariny (1923-2006) abriu as suas portas em 2013. Mário Cesariny foi uma figura maior do movimento surrealista em Portugal. É em Alfama que encontramos este espaço, local onde se encontra o espólio cedido pelo artista. Falamos de um espaço moderno, polivalente e que vale a pena visitar.

CASA DA LIBERDADE MÁRIO CESARINY
CASA DA LIBERDADE MÁRIO CESARINY

MUSEU DO ALJUBE

Abriu as suas portas no dia 25 de Abril de 2015. Um espaço que todos os portugueses (e não só) deveriam visitar. O Museu do Aljube é dedicado a todos os que lutaram contra o Estado Novo de Salazar. Fica dentro da antiga prisão do Aljube, um cárcere sanguinário onde a tortura era prática diária. A prisão do Aljube funcionou entre 1928 e 1965. O museu conta com uma exposição de longa duração onde se faz uma descrição do regime do Estado Novo (1926-1974). Um trabalho que dá a conhecer os meios utilizados pelo regime repressivo de Salazar: a PIDE, a censura e os tribunais políticos.

MUSEU DO ALJUBE
MUSEU DO ALJUBE

MURAL DE AMÁLIA RODRIGUES

Amália Rodrigues foi e é o grande nome do fado em Portugal e no mundo. A sua imagem está gravada na calçada portuguesa no bairro de Alfama. Uma obra espetacular da autoria do artista Vhils em conjunto com a escola de calceteiros de Lisboa. O mural fica localizado entre a calçada do Menino de Deus e a rua de São Tomé. A não perder!

MURAL DE AMÁLIA RODRIGUES
MURAL DE AMÁLIA RODRIGUES

FEIRA DA LADRA

A feira da ladra é muito antiga (nasceu no século XIII) e já decorreu em muitos locais diferentes da cidade de Lisboa (entre outros lugares, destacam-se o castelo e a praça da Alegria).

Hoje em dia tem lugar no campo de Santa Clara (perto do Panteão nacional) e é a mais famosa feira de Lisboa e do país. Falamos de um mercado de rua onde se pode encontrar coisas novas (essencialmente artesanato) e usadas (a grande maioria). Um local perfeito para quem gosta de comprar livros e discos vinil, móveis e roupa em 2ª mão e muitas outras coisas. Quem passeia pela feira da ladra encontra à venda coisas tão bizarras como perucas ou portas de frigorifico. Um espetáculo a não perder!  

Mesmo que não tenha um interesse particular em feiras, o campo de Santa Clara é um local muito agradável para andar a pé, relaxar e ler um livro numa esplanada.

FEIRA DA LADRA
FEIRA DA LADRA

PANTEÃO NACIONAL (Igreja de Santa Engrácia)

O Panteão Nacional de Lisboa não passa despercebido a ninguém! É um dos mais emblemáticos monumentos de Lisboa e ergue-se imponente na área histórica de Santa Clara (próximo do bairro de Alfama).

A história do Panteão tem tanto de antiga como de interessante. Todos portugueses conhecem a célebre expressão “obras de Santa Engrácia”. Esta expressão designa uma obra que se arrasta no tempo sem fim à vista. Pois bem, a expressão está relacionada com a construção deste monumento.

Foi em 1620 que foi iniciada a construção da igreja de Santa Engrácia. Um projeto que demorou algum tempo a finalizar… Com efeito, só na década de 60 do século XX (1966 para ser mais preciso) é que a igreja de Santa Engrácia (já com o nome de Panteão Nacional), abriu as suas portas. Impressionante, não?

No Panteão Nacional encontraram descanso eterno alguns dos mais célebres portugueses da nossa história. Citando apenas alguns, são os casos de Manuel de Arriaga, Teófilo Braga, Sidónio Pais e Óscar Carmona (presidentes da república). Dos escritores Almeida Garret, Aquilino Ribeiro, Guerra Junqueiro e João de Deus.

PANTEÃO NACIONAL
PANTEÃO NACIONAL

CASTELO DE SÃO JORGE

Monumento de visita obrigatória para quem visita Lisboa e para quem visita Alfama em particular. Ergue-se bem alto no topo da mais alta colina da cidade.

A fortificação original data do século VI A.C. Por lá passaram, fenícios, gregos, cartagineses, romanos e muçulmanos. A passagem de fortificação a castelo ocorreu no século X e XI. Em 1147, o primeiro rei de Portugal conquistou o castelo aos Mouros. Durante o século XX, o castelo sofreu uma profunda renovação dando-lhe o aspeto que hoje podemos observar. A vista das muralhas do castelo é espetacular! A não perder!

VISTA DO CASTELO DE SÃO JORGE
VISTA DO CASTELO DE SÃO JORGE

HOTEIS EM ALFAMA

Se ainda não reservou o ser hotel faça-o através do nosso site. Valorize o nosso trabalho e ajude-nos a ajudar os animais! 25% das nossas comissões são entregues a uma instituição de apoio aos animais.

Booking.com

SE GOSTOU DESTE ARTIGO TAMBÉM VAI GOSTAR DE…

AVENIDA DA LIBERDADE
AVENIDA DA LIBERDADE (clique na imagem)
PARQUE EDUARDO VII, LISBOA
PARQUE EDUARDO VII, LISBOA (clique na imagem)
Optimized by Seraphinite Accelerator
Turns on site high speed to be attractive for people and search engines.